segunda-feira, 22 de agosto de 2016

REGULAMENTO GERAL: o que é precisa para montar um regulamento?

O que é regulamento?
Ato ou efeito de regular, de estabelecer regras.
Estatuto, instrução que prescreve o que deve ser feito.

Pra que serve?
Organização e regulamentação
Execução imparcial e justa
Esclarecer as regras, condutas e consequências

Como fazer?
Regulamento geral
Regulamento Específico (por modalidade)
Finalidade
Objetivo
Justificativa
Princípios
Responsabilidades
Organização e Participação
Inscrição
Sistema de disputa
Congresso Técnico
Premiação
Jogos
Comissão disciplinar
Protesto
Disposições gerais

Referencial:



Regulamento dos Jogos Internos do José Lobo (JIL)

FINALIDADE
Art. 1º - Os JOGOS INTERNOS DO JOSÉ LOBO/2016 têm a finalidade de proporcionar a vivência e a participação do estudante, do ensino médio, ao modelo da diversidade e coletividade de atividades esportivas, pedagógicas e culturais, mobilizando a classe estudantil em um processo diferenciado de educação por meio do esporte educacional, promovendo o desenvolvimento integral do aluno, sem discriminação, respeitando o seu regionalismo e cultura para a construção de valores em uma consciência baseada nos ideais do movimento olímpico (Olimpismo).

JUSTIFICATIVA
Art. 2º - É dever do estado promover o acesso às atividades esportivas, como parte da formação integral dos alunos, possibilitando a sua participação e socialização, uma vez que o esporte é um agente transformador cada vez mais atuante dentro da sociedade proporcionando o intercâmbio entre os estudantes e professores do Colégio José Lobo.

OBJETIVOS
Art. 3º - Os JOGOS INTERNOS DO JOSÉ LOBO/2016 tem como objetivos:
a) Democratizar o acesso à prática e à cultura do esporte como instrumento educacional, visando o desenvolvimento integral do adolescente e jovem, como meio de formação da cidadania e melhoria da qualidade de vida.
b) Fomentar a prática do Esporte Educacional;
c) Garantir aos estudantes da UE o direito ao desporto educacional;
d) Utilizar o esporte como instrumento de inclusão social;
e) Estimular o gosto da prática esportiva aos participantes;
f) Desenvolver condutas e valores que favoreçam o comportamento construtivo através do companheirismo, cooperação, autossuperação, autocontrole, respeito e observância das regras das modalidades;

REALIZAÇÃO
Art. 4º - Os JOGOS INTERNOS DO JOSÉ LOBO/2016 é uma realização da Direção, Coordenação, professora de Educação Física, equipe docente e estudantes do 3º ano do Ensino Médio.

ORGANIZAÇÃO
Art. 5º – A estrutura da coordenação dos JOGOS INTERNOS DO JOSÉ LOBO/2016, terá a seguinte composição:
1.A Direção Geral
2.Comissão Central Organizadora
3.Coordenação Administrativa
3.1. Secretaria Geral
3.2. Comissão de Divulgação;
3.3. Comissão médica;
4.Comitê Executivo
5.Comissão Técnica
5.1. Coordenação de Modalidades
6.Comissão Disciplinar

DIREÇÃO GERAL (quem são e o que compete)
Art. 6º - Integra a Direção Geral: a Direção a UE e coordenação pedagógica;
Compete:
I-Planejar, acompanhar, supervisionar e coordenar as atividades da Comissão Central Organizadora
II-Aprovar o orçamento e autorizar as despesas necessárias à realização dos JOGOS INTERNOS DO JOSÉ LOBO/2016.

COMISSÃO CENTRAL ORGANIZADORA
Art. 7º – Integra a
Compete:

COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA
Art. 8º – Integra a
Compete:

Secretaria Geral
Comissão de Divulgação;
Comissão médica;

COMITÊ EXECUTIVO
Art. 9º – Integra a
Compete:

COMISSÃO TÉCNICA
Art. 10º – Integra a
Compete
Coordenação de Modalidades

COMISSÃO DISCIPLINAR
Art. 11º – Integra a
Compete


INSCRIÇÕES
Art. 12º - As inscrições deverão ser entregues em data definida à Comissão Técnica, mediante FICHA DE INSCRIÇÃO (assinada por um aluno responsável da turma), especificando MODALIDADE e NAIPE para qual se inscreve, sem rasuras ou amassadas.
Art. 13º - As inscrições serão feitas entre os dias _____ a ______ de setembro de 2016
Art. 14º - Os jogos serão realizados entre os dias 26 a 30 de setembro de 2016.
Art. 15º - Para a inscrição das modalidades:
Futsal
Voleibol Misto
Queimada Mista
Xadrez
Truco
? alunos ambos os sexos
? alunos ambos os sexos
? alunos ambos os sexos
? alunos ambos os sexos
? alunos ambos os sexos
Art. 16º - As modalidades serão adaptadas a realidade da escola, proporcionando e garantindo os objetivos e a participação dos alunos nos jogos internos. Segue as adaptações:
Futsal Voleibol Mista Queimada Mista Xadrez Truco
04 jogadores na linha e 01 no gol



Parágrafo primeiro – Cada aluno poderá em 01 modalidade coletiva e 01 individual
Parágrafo segundo – PROPOSTA: em cada modalidade coletiva juntar as turmas para formar 06 equipes por modalidade.

CONGRESSO TÉCNICO
Art. 17º - Os critérios técnicos para sorteio das tabelas dos JOGOS INTERNOS DO JOSÉ LOBO/2016 serão realizados no dia ___ de ____________ de 2015 (sábado) às ____h, local a decidir, sob a obrigação de um representante de sala das turmas inscritas.
Parágrafo único – O representante e/ou responsável pela equipe que se ausentar do Congresso Técnico concordará com tudo que foi definido e com o regulamento geral.

ARBITRAGEM – a discutir
Art. 18º - Os Árbitros têm como atribuições:
a) Decidir se as equipes estão ou não em condições de participar da competição, considerando-se as Regras da modalidade e adequações realizadas em função do caráter educativo dos jogos.
b) Priorizar uma arbitragem educativa.
c) Se necessário para o Futsal Masculino, será contratado arbitro oficial para apitar os jogos.
d) Cada turma poderá indicar alunos para as comissões técnicas.

SISTEMAS DE DISPUTAS
Art. 19º - Só haverá disputa e premiação se houver no mínimo 02 equipes inscritas por modalidade coletiva e individual.
Modalidades Coletivas



Modalidades Individuais
Xadrez


Truco


Parágrafo Primeiro – Se a equipe recusar a terminar a disputa/partida ou nela não puder continuar, por motivos próprios, permanecerá o resultado da partida, dando ganho de pontos para o seu adversário.
Parágrafo Segundo – Será disputado no futsal com 2 tempos de 08 minutos com 2 minutos de intervalo entre o 1º e 2º tempo. Será disputado no voleibol melhor de 3 sets com 2 sets de 15 pontos e 1 set de 10 pontos. Será disputado na Queimada com 2 tempos de 10 minutos com 2 minutos de intervalo entre o 1º e 2º tempo ou a equipe que queimar primeiro todos da equipe adversária.
Parágrafo Terceiro – Nos jogos das finais serão disponíveis para o futsal 2 tempos de 10 minutos com 2 minutos de intervalo entre o 1º e 2º tempo.

CRITÉRIOS DE DESEMPATES DAS MODALIDADES
Art. 20º - Havendo empate entre duas ou mais equipes em quaisquer colocações, serão observados os seguintes critérios de desempates, nas modalidades coletivas – Futsal, Voleibol e Queimada:
a) Maior número de vitórias;
b) Confronto direto;
c) Maior saldo de gols/pontos prós (convertido);
d) Menor numero de gols/pontos sofridos;
d) Sorteio.
Parágrafo Primeiro – Caso haja empate na fase classificatória/eliminatória, será adotado os critérios abaixo:
a) Disputa de penault no futsal;
b) Menor número de aluno queimado.
Art. 2 - Os casos omissos deste Regulamento Geral serão analisados pela Comissão Central Organizadora.

PONTUAÇÕES E PREMIAÇÕES
Parágrafo primeiro Abaixo apresentamos o “Quadro de Pontuação” que será utilizado durante os jogos, da primeira fase:
Pontos
Vitoria
3
Empate
2
Derrota
1
Art. 22º - A premiação será:


Parágrafo segundo – A premiação será realizada no dia 03 de outubro de 2016 para o futsal masculino e feminino. As modalidades de Voleibol, Queimada, Xadrez e Truco será realizada após a final de cada competição.
Parágrafo terceiro - Cada turma poderá inscrever uma a torcida organizada de 05 a 10 alunos, nos dias _______ a _______ de setembro de 2016, a avaliação da melhor torcida será feita ao final de cada dia a partir dos critérios de:
a) Animação
b) Criatividade
c) Produção de material
d) Produção musical
e) Comportamento e conduta
f) Cumprimento do Regulamento Geral
Parágrafo quarto – As notas da torcida organizada será 1 a 5 pontos para cada critério acima mencionado. A somatória das notas será apresentada diariamente em Boletim Oficial.

JOGOS E SEUS HORÁRIOS
Art. 23º - Os jogos terão seu início no horário fixado pela tabela, sendo considerada perdedora por ausência (W x O) a equipe que não estiver apta a disputar a partida dentro do local da disputa. Não haverá uma tolerância, após a hora estabelecida para o primeiro jogo da rodada do dia, independente da modalidade. A punição será partir do 2º jogo, sendo que o 1º jogo a equipe será advertida, em súmula, de forma educativa.
Parágrafo PrimeiroA equipe deverá começar a partida com todos em quadra, na ausência de um integrante para o inicio do jogo, será dado o (W x O) a equipe com o integrante ausente. Dará procedimento ao jogo, porém a equipe será desclassificada. A punição será partir do 2º jogo, sendo que o 1º jogo a equipe será advertida, em súmula, de forma educativa.
Art. 24º - Os jogos serão em horário de aula, com início às 7:00 com término às 12:00, nos dias 26 a 30 de setembro de 2016, respectivamente.

CERIMONIA DE ABERTURA
Art. 25º - A abertura dos jogos será iniciado pela Sessão Solene de Abertura, do qual deverão participar obrigatoriamente, todas as delegações devidamente uniformizadas e com a identificação que a comissão confeccionar.
Art. 26º - O cerimonial de abertura constará de: 
a) concentração das delegações em local e horário a serem designados pela Comissão Organizadora local; 
b) desfile e entrada das delegações; 
c) hasteamento da Bandeira Nacional, do Estado, da Cidade Sede, da escola sede, ao som do Hino Nacional; 
d) entrada do fogo simbólico e acendimento da Pira Olímpica; 
e) declaração de abertura do Jogos pela Diretora da escola sede; 
f) juramento do atleta: "Nós competidores / prometemos que nos Jogos Internos do Colégio José Lobo / Disputaremos de forma Leal / respeitando os regulamentos que o regem / participando com espírito de integração e amizade / que marcam a história dos jogos / Tudo para a glória do esporte e honra de nossas equipes / Assim juramos”. 
g) pronunciamento de autoridades; 
h) confraternização e retirada das delegações; 
i) encerramento;
j) haverá uma pontuação para efeito de classificação geral, quanto ao número de participantes no Desfile de Abertura e Encerramento, conforme segue: 
• Delegação que participar com: 
• Mais de 50% dos atletas inscritos - 05 pontos; 
• Menos de 50 % dos atletas inscritos - 02 pontos; 
• não desfilar - 00 ponto. 

PENALIDADES E RECURSOS
Art. 27º - As equipes inscritas devem respeitar os princípios que regem este REGULAMENTO GERAL e o REGULAMENTO ESPECÍFICO POR MODALIDADE, e outras orientações do evento que podem ser divulgadas através de Boletim Técnico que serão consideradas oficiais, e farão também parte deste Regulamento.
Art. 28º - Serão aplicadas Penas Disciplinares aos alunos, bem como as pessoas de responsabilidade definidas e pertencentes às equipes inscritas e correspondentes da turma, que tenham cometido as seguintes infrações:
a) Prejudicar o bom andamento da competição;
b) Promover desordens, antes, durante e após os jogos/competições;
c) Incentivar os jogadores/atletas à prática da violência, o anti-jogo;
d) Invadir os locais dos jogos ou competição;
e) Agressão mútua entre jogadores/alunos das equipes;
f)Tentar agredir ou agredir fisicamente e moralmente, árbitros, membros da comissão organizadora e adversários e torcidas.
g) Palavrões, ofensas, desobediências e insultos contra a equipe adversária perderão gol/pontos para o adversário.
Parágrafo Primeiro – O jogador ou membro da turma correspondente, que cometer alguma das infrações acima, de forma repetitiva, após o aviso de advertência do árbitro, levará um cartão vermelho, perderá automaticamente um gol/ponto para o adversário, ficará que suspenso da partida seguinte, independente da fase em disputa. Dependendo do relatório do árbitro da partida ou membro da Comissão Central Organizadora, o infrator poderá receber uma punição maior ou até mesmo receber uma suspensão disciplinar.
Art. 29º - O jogador expulso pelo árbitro da partida estará automaticamente suspenso da partida seguinte e perderá um gol/ponto para o adversário durante o jogo ou podendo transferir para o jogo seguinte. Dependendo do relatório do árbitro da partida, o infrator estará suspenso também das outras modalidades em que estiver inscrito independente da fase em disputa, ou até ser excluído dos JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO JOSÉ LOBO.
Art. 29º - Caberá Recurso contra irregularidades observadas durante o evento, sempre que uma equipe comprovar o não cumprimento de quaisquer das exigências deste REGULAMENTO.
Parágrafo Primeiro – O Recurso deverá ser encaminhado por escrito à Comissão Disciplinar, datado, assinado pelo responsável da equipe e pela Direção, onde o jogo foi realizado, em 2 horas após o término do jogo.
Parágrafo Segundo – Uma vez dado o parecer pela Comissão Disciplinar, as equipes litigiosas não poderão recorrer desta decisão.
Parágrafo Terceiro – Todos os resultados obtidos através de recursos serão divulgados através de Boletim Técnico para conhecimento de todos participantes.
Art. 30º - Os casos omissos deste Regulamento Geral serão analisados e resolvidos pela Direção Geral juntamente com a Comissão Central Organizadora.

Goiânia, 30 de agosto de 2016.

    Comissão Central Organizadora

Referencial bibliográfico;
Estado do Tocantis. Secretária de Educação. Regulamento Geral. 2010.
Copa Sesc. Regulamento Geral. 2014.
http://jocobras.com.br/regulamento.html, 20 de agosto de 2016, às 22:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário